Ligue (11) 4156-6676 mrveggy@mrveggy.com

Veggy Blog

Segunda sem carne: entenda a causa!

  • Mr. Veggy Congelados
  • |
  • 25/06/2019

O movimento no Brasil é o maior do mundo

Como surgiu a causa?

A causa surgiu em 2003, nos Estados Unidos e aqui no Brasil, a iniciativa foi implantada em 2009. Desde lá, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) tem trabalhado duro para que pelo menos uma vez na semana, os produtos de origem animal sejam substituídos por produtos de origem vegetal.

Nas escolas municipais, a Segunda Sem Carne foi introduzida ao cardápio em 2011, enquanto as escolas estaduais implementaram essa realidade recentemente, em 2017. A boa notícia é que desde então, o movimento tem sido muito bem aceito pelos alunos.

Nos programas sociais como o Bom Prato, a Segunda Sem Carne também ganhou espaço e os produtos de origem animal são substituídos pelos restaurantes todas as segundas-feiras por produtos de origem 100% vegetal.

Posso fazer parte da causa mesmo comendo carne?

Não só pode como deve! É muito importante a visibilidade do movimento para que as pessoas que não conhecem passem não só a conhecer, como também pensem na possibilidade de aderir, pelo menos uma vez na semana, pratos livres de qualquer indicio de origem animal. É sempre bom ter pessoas dispostas a compartilharem essas informações, fazendo com que tenham um alcance geral e ajudando cada vez mais no equilíbrio do ecossistema.

Qual é o real objetivo da causa?

O objetivo não é impor a ninguém que se deve ser vegetariano ou vegano. A dieta sem carne propõe conscientizar as pessoas sobre os seus hábitos e revê-los, mostrar o real impacto causado pelos produtos de origem animal e propagar o respeito a todos os seres vivos com quem dividimos o planeta.

A causa também estimula as pessoas a conhecerem novos sabores, inovarem as receitas, saírem da mesmice e deixar com que o seu paladar se abra ao novo.

Por que aderir ao movimento?

Ao pesquisar no Google sobre o tema você vai perceber que a ilustração mais famosa já é autoexplicativa:

Pelas pessoas – Atualmente, mais que a metade dos vegetais são destinados aos animais que serão sacrificados pela indústria da carne. O vegetarianismo não garante que os alimentos chegarão a mesa dos que tem fome, mas se esses vegetais fossem destinados para o consumo da população seria de grande ajuda e teríamos 70% mais comida, assegurando a alimentação de quatro bilhões de pessoas a mais do que o número de pessoas que se alimentam de carne animal. Além é claro, dos inúmeros benefícios que o consumo de vegetais traz a saúde da população;

Pelos animais – No Brasil, são abatidos pelo menos um boi, um porco e cento e noventa frangos por segundo. Bilhões de animais são sacrificados todo ano para satisfazer o paladar humano. É contraditório querermos o fim da violência e uma sociedade pacifica, tendo diariamente nos nossos pratos o retrato da crueldade humana;

Pelo planeta – A Terra tem sofrido impactos ambientais gravíssimos, como o aquecimento global e o desmatamento, que tem ligação direta com a produção de carne e, consequentemente com o seu consumo. Ou seja, aderindo à segunda com dieta, estamos prezando pela sustentabilidade e bem-estar do planeta.

SEGUNDA SEM CARNE x MUNDO

A causa é uma das maiores responsáveis pela conscientização da redução do consumo de carne no mundo. Por quê? Em 2017, a Datafolha publicou uma pesquisa onde mais de 70% da população não sabe ou sabe minimamente como os animais são tratados no setor agropecuário. Sendo assim, a proposta de não consumir alimentos de origem animal por pelo menos uma vez na semana é um grande avanço na diminuição do impacto ambiental.   

Outro ponto importante é: você tem ideia de quanto custa 1kg de carne? Para não precisar falar em números, vamos aos dados!

10 mil m² de floresta desmatada;

98% de água economizada e produzindo a mesma quantidade de feijão;

20 dias que uma lâmpada de 100w poderia ficar acesa com a mesma energia;

15 mil litros de água doce limpa;

250km percorridos por um carro (equivalente à emissão de gases de efeito estufa).

Ou seja, vale bater na mesma tecla mil vezes caso seja necessário, visto que tirando a carne dos pratos, além de menos sofrimento, teríamos um número alto de economia que ajudaria no equilíbrio do planeta.

Segunda sem carne no Brasil

Desde o seu surgimento no nosso país, a segunda com dieta tem poupado trinta e quatro toneladas de carne no ano. Um número significativo, não é mesmo? Hoje, o movimento no Brasil é reconhecido como o maior do mundo. Que tal fazer parte desse projeto lindo e alavancar ainda mais esse número? A sua saúde e o meio ambiente agradecem.